quarta-feira, 28 de maio de 2014

Vem... vem cá...

Vem, vem cá, levanta-me a saia rodada...
 Já sabe que por baixo dela só uso meias de liga... lambe-me... Toda... E entras em mim... aterra tudo, ao fundo... e já estamos fodendo novamente... Vira-me e me come por trás... Agarra-me as ancas e aos peitos... Segura-os com força... Puxando-me pra ti... Falas obscenidades ao pé do meu ouvido... Gemo e arrepio mais... Montas em mim, sou tua puta e podes sentir como meu corpo vibra por dentro... Tiras o pau da minha xoxota e ordenas que eu abra a boca, da-me o seu leite... Engulo tudo, tudinho.
Deito-me de barriga para baixo e volta a me chupar... Que boa a tua língua, língua sábia... Enfia-me toda...Estou molhada, alagada, incrivelmente...
E crava-me o seu pau duríssimo mais uma vez e começamos na coreografia do vai e vem...Contraio os músculos da xoxota na sua pica e me venho... Gozo...
Com a tua pericia me venho outra vez e tu também... Lateja o pau dentro de mim... Voltas e beija-me dando um pouco do que provaste dentro de mim, partilhas os nossos fluidos que ainda estão nos seus lábios...



Nenhum comentário:

Postar um comentário